SIGA-ME NO GOOGLE+ BADGE

sexta-feira, 8 de abril de 2011

EM NOME DE QUEM?







EM NOME DE QUEM?



"Mesmo a mais séria profissão da Fé em Jesus, em que haja o reconhecimento de que Ele é o "SENHOR" da História, não significa nada sem a prática da vontade de DEUS."

No Evangelho de Mateus  25, 31-46 lemos sobre como seremos julgados "naquele dia", o dia em que deveremos prestar contas a DEUS.

Demos comida a quem tem fome e bebida a quem tem sede?
Acolhemos o estrangeiro? Vestimos a quem não tem roupa?
Visitamos doentes e presos?

Enfim, fizemos o bem ao necessitado, aos menores da sociedade?
Se, com nossas ações, deixamos o menor do irmão por último para preferirmos os já privilegiados, estamos de fato, perdendo a chance de nos comprometer com a justiça do reino.

E o maior dos enganos é acreditar que as injustiças estejam de acordo com a vontade de Deus.

Em nome de Jesus já se fizeram muitas gueras, já se mataram muitos inocentes, já se abençoaram muitas injustiças...

Compreender o Reino de Deus e a sua dinâmica é, portanto, fundamental. Pois não pode existir maior tristeza e arrependimento do que ouvir do próprio DEUS as palavras:"Não conheço vocês afastem-se de mim malfeitores."

Dizer-se Cristão e praticar ações contrárias ao que o Mestre Viveu e ensinou é como construir uma casa sobre a areia, que acaba caindo facilmente.

Só compreende quem participa e atua segundo os preceitos de Deus.


Madalena de Jesus
Postar um comentário