SIGA-ME NO GOOGLE+ BADGE

sexta-feira, 8 de abril de 2011

UMA PESSOA VIRTUOSA



 (O Pequeno Príncipe é um belo exemplo de uma pessoa virtuosa)


UMA PESSOA VIRTUOSA

Com certa frequência, a imagem da pessoa virtuosa é a de alguém amável, dócil, cordata, capaz de renunciar e de estar sempre disposta a servir aos outros. Será que a virtude seria apenas essas qualidades elencadas?

A palavra virtude, é oriunda do latim virtu, designa "o homem", "o varão" (por isso, "viril"). Então, virtu é "poder", "força", "capacidade". 

O filósofo KANT afirma que "virtude é a força de resolução que o homem revela na realização do seu Dever". Portanto, o virtuoso nada tem de frágil ou servil; pelo contrário, virtude é capacidade de ação, é potência.

A virtude, como disposição para querer o bem, supõe a coragem de assumir os valores escolhidos e de enfrentar os obstáculos que dificultam a ação. Por isso, a noção de virtude não se restringe a um ato moral apenas, mas na continuidade do agir moral. 

Aristóteles já dizia que a virtude não se restringe a um ato ocasional e fortuito, mas é resultado de um hábito. A decisão de rejeitar a violência, de perdoar uma ofensa, de não mentir, de não furtar, etc. são virtudes pois manifestam força mental (intelectual) e espiritual.



Madalena de Jesus

Postar um comentário